TAG: 12 coisas legais que aconteceram em 2016

Navegando pela internet e buscando conteúdo para o Questão de Tédio, encontrei essa TAG em um blog bastante conceituado, mas decidi recria-la do meu jeito, resumindo alguns aspectos e aumentando outros. Desse modo, resolvi fazer uma retrospectiva do meu ano, a fim de encontrar coisas legais pelas quais realmente me senti agradecida e feliz.

2016 foi – de longe – o pior ano da minha vida. Quebrei a cara muitas e muitas vezes, contrariei meus próprios ideais, construí metas e duvido (de verdade) que tenha conseguido seguir a maioria delas. Apesar disso, sei a importância de notar a beleza até mesmo nos piores momentos, que é basicamente o que estou fazendo ao responder essa TAG.

  • Batismo

Sou cristã e, segundo a minha religião, o batismo pode ser realizado somente quando o indivíduo alcançar ou ultrapassar a idade de 12 anos (também em outra situação especial, que prefiro não explicar, no momento). A partir disso, eu seguia a religião, mas ainda não havia descido às águas do santo batismo, mesmo tendo completado 20 aninhos. Acredito que um dos pontos altos do meu ano tenha sido alcançar essa vitória, que acrescentou bastante na minha vida espiritual e que me fez notar o mundo de um jeito diferente.

  •   Rio de Janeiro

A Cidade Maravilhosa é realmente maravilhosa – descobri isso durante o Ano Novo passado. Copacabana iluminada. Fogos de artifício. Coração Tranquilo. Admito que a primeira vez admirando o Rio causou borboletas no estômago e aceito que seja amor (aquela cidade MERECE ser amada). Foi inesquecível e concordo que tenha sido uma experiência totalmente capaz de marcar positivamente meu ano.

  • Facebook

Eu e o Facebook tínhamos um relacionamento bastante conturbado. Sempre gostei do engajamento social que a rede social possibilitava, mas, preciso ser sincera, eu perdia MUITO tempo observando a vida alheia. Desativar meu Facebook foi uma tarefa difícil, porém libertadora. A partir de então, comecei a dedicar meu tempo livre a passatempos mais úteis do que simplesmente cuidar de vidas que não eram a minha.

  • Cidade Natal

Mudei novamente para o interior de Goiás. Admito que não seja uma grande fã de cidade pequena, mas admito também que foi uma mudança necessária. A rotina acelerada estava prejudicando meu lado emocional e fazendo com que eu me tornasse uma pessoa amarga. Morar novamente perto dos meus pais (e outros familiares) tem sido uma experiência interessante, dado que sai de casa aos 16 anos e pouco lembrava como era ter comida pronta e casa limpa, sem que fosse eu fazendo isso.

  • Brigas

Talvez se conhecessem minha família entenderiam o motivo de eu estar falando sobre briga. Tenho gênio forte (que foi herdado de ambas as partes) e não sou uma pessoa super simpática, mesmo nos meus melhores dias. Diante disso, tentei manter a calma – falhei bastante – mas consegui evitar discussões desnecessárias, até quando a raiva foi maior que a sanidade.

*Obrigada por isso, J

  • Academia

Admito que não sou uma pessoa totalmente dedicada à vida saudável. Como o que e quando quero. Apesar disso, minhas amigas insistiram que eu as acompanhasse durante o projeto fitness do ano. Acompanhei – gostei e continuei. Frequentei duas academias e conheci pessoas diferentes e interessantes, em cada uma delas.

  • Amizades

Aproveitando o assunto sobre pessoas, concordo que 2016 tenha trazido muita gente especial para a minha vida. Encontrei amigos verdadeiros e, tentando escapar do assunto formal, quero apenas deixar meu agradecimento a cada um deles por fazer meu ano valer um pouco mais a pena.

  • Iphone

Sendo materialista, concordo que ganhar um novo celular tenha sido um momento incrível do meu ano (mais pela surpresa do que pelo presente). Eu fico empolgada com facilidade – desempolgo da mesma forma também – e o Iphone prendeu minha atenção por alguns dias, o que me fez esquecer os problemas e focar apenas na felicidade.

  • Vestibular

Estudei em um curso pré-vestibular por algum tempo e alcançar resultado positivo traz uma sensação de dever cumprido. Não consegui atingir minha verdadeira meta, mas assumo que ser aprovada – mesmo que em outros cursos – e obter resultados próximos do esperado já pode ser considerado vitória.

  • Casamentos

Sou uma pessoa que AMA ir a casamentos – e esse ano o amor esteve no ar, pelo menos por aqui. Comemorei a união de amigos e celebrei a união de familiares. Comprei vestidos bonitos e sofri com sandálias desconfortáveis – nem tudo é perfeito, certo? Apenas posso dizer que foi um ano apaixonante, no quesito c-a-s-a-m-e-n-t-o-s.

  • Morar sozinha

Metade do ano. Consegui cuidar de um apartamento inteiro, sozinha – cozinhei, passei, lavei, limpei. Fui uma legítima dona de casa (algo que QUALQUER pessoa pode ser, já que eu fui capaz). Aprendi como abrir um pote de geleia, sem ter força suficiente para isso. Realizei receitas diversas e admito que algumas delas tenham ficado destemperadas, mas superficialmente estavam maravilhosas. Pesquisei preços de produtos e sei que no fundo minha mãe ficou orgulhosa por eu ter tentado controlar os gastos. Finalizando, então, morar sozinha foi uma tarefa pela qual me sinto feliz de ter realizado com um GRANDE sucesso.

  • Aulas particulares

Eu não sou uma pessoa paciente e fiquei com um enorme receio de ser colocada na posição de educadora – novamente, obrigada J e também obrigada mamãe. Apesar disso, acredito que experimentar coisas novas pode sempre nos surpreender. Admito que lidar com crianças despertou minha criatividade, além de procurar sempre adaptar meu método de ensino para auxiliar na aprendizagem do próximo, não apenas no lucro por isso.

Anúncios

2 comentários sobre “TAG: 12 coisas legais que aconteceram em 2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s